Todo técnico refrigerista sabe que, para que um sistema de refrigeração seja bem instalado e tenha sua vida útil prolongada, o processo de vácuo é fundamental. Para que esse procedimento seja bem feito, você precisa saber escolher a bomba de vácuo ideal para você.

Sabemos, no entanto, que até os técnicos mais experientes podem ter dúvidas sobre o assunto. É por isso que a Eletrofrigor vai te ajudar com algumas dúvidas sobre o procedimento de vácuo e te ajudar a escolher a bomba de vácuo que mais de adequa às suas necessidades. Vamos lá?

Bomba de Vácuo da JB, um produto de referência no mercado de refrigeração.

 

Primeiramente, o vácuo é mesmo importante?

Dentro de um sistema de refrigeração podem haver diversos tipos de gases não condensáveis, umidade ou até mesmo água. Nesse sentido, realizar o processo de vácuo nada mais é do que baixar a pressão interna do aparelho até que todos os fluidos se transformem em gases e sejam, então, dispensados pela bomba de vácuo para fora do sistema de refrigeração.

Mas por que a presença desses fluidos dentro do sistema não é o ideal? Um aparelho onde o processo de vácuo não foi bem feito pode apresentar diversos problemas.

Para começar, o aparelho apresentará um rendimento insatisfatório. O que acontece porque os gases refrigerantes estarão dividindo o espaço com os outros fluidos e, então, não conseguirão desempenhar suas capacidades totais. Nesse caso, situação, partes internas do sistema – como o compressor –  serão forçadas a trabalhar mais do que deveriam, o que vai aumentar o consumo de energia.

Além disso, a umidade vai oxidar as partes metálicas internas. Com o tempo essa oxidação vai soltar pequenas partículas de ferrugem que podem danificar o sistema e entupir os filtros.

Ou seja, além de garantir que o aparelho vai funcionar melhor, o processo de vácuo também assegura que ele irá funcionar por mais tempo. Só assim você tem a certeza de fez um serviço bem feito e deixou seu cliente satisfeito.

Qual Bomba de Vácuo é perfeita para você?

 

Para que o processo de vácuo seja bem feito você precisa de boas ferramentas. Dentre elas, a bomba de vácuo é uma das mais importantes. Existem diversos tipos de bombas e cada uma delas pode ser usada para diferentes aplicações.

A Bomba de Vácuo Suryha é um equipamento que apresenta um dos melhores custo-benefício do mercado.

 

O tamanho do sistema e a velocidade com que se precisa que o vácuo seja gerado são fatores que devem ser priorizados no processo de escolha da sua bomba. Saiba agora os quais são os tipos disponíveis e decida qual é o ideal para sua rotina de trabalho.

Bomba Estágio Simples ou Duplo?

A diferença entre os dois tipos está basicamente na quantidade de câmaras de vácuo. A bomba de estágio simples possui apenas uma câmara, enquanto a bomba de estágio duplo, duas.

No dia a dia a diferença entre as duas é notável, principalmente no quesito velocidade de criação do vácuo. Sem dúvidas, a bomba de vácuo de duplo estágio é mais potente e alcança o vácuo profundo em menos tempo.

Essa simples diferença significa uma economia de tempo de até 30% no processo de vácuo para o refrigerista.

 

Qual o CFM Ideal para cada tipo de serviço?

O número do CFM – sigla que significa Pés Cúbicos por Minuto, em inglês – representa a quantidade de ar que a bomba é capaz de retirar do sistema por minuto.

Esse número não influencia na eficácia do aparelho e sim na sua velocidade. Os seguintes números de CFM são os mais populares disponíveis no mercado atualmente; 5 CFM, 7 CFM e 12 CFM. Confira abaixo as suas diferenças:

5 CFM são ideais para trabalhos em sistemas de refrigeração de pequeno porte, tais como frigobares, bebedouros e geladeiras domésticas.

7 CFM trabalham muito bem em sistemas de médio porte, tais como aparelhos de ar condicionado de até 9.000 BTUs.

12 CFM, as bombas mais potentes disponíveis no mercado, são designadas para realizar um vácuo rápido em sistemas de grande porte, como câmaras frigoríficas e aparelhos de refrigeração de até 60.000 BTUs.

Os aparelhos de 12 e 7 CFM podem ser também usados em sistemas de refrigeração de pequeno porte e alcançarão o vácuo muito mais rapidamente.

Como medir o vácuo no sistema?

Ao contrário do que alguns pensam, o vácuo não pode ser medido através do tempo de funcionamento da bomba. Para ter certeza de que o sistema está no nível de vácuo ideal é necessário o uso do vacuômetro.

Algumas bombas de vácuo, como as da Suryha, já vem com vacuômetro integrado. O item normalmente vem na versão analógica. O Vacuometro pode também ser adquirido separadamente em sua versão digital, que oferece medições precisas e rápidas.

Pronto para escolher sua Bomba de Vácuo?

A bomba de vácuo é uma ferramenta indispensável para todo técnico de refrigeração que se preocupa com a qualidade de seu serviço. Além de garantir um processo de vácuo perfeito, a bomba de vácuo vai economizar o tempo que você gasta nas instalações e manutenções de sistema de refrigeração.

Bomba de Vácuo Vulkan, uma boa opção para técnicos em início de carreira.

 

Agora que você leu nosso artigo sobre bombas de vácuo, que tal conferir as ofertas que a Jetfrio tem pra você?

 

 

 

Fonte: https://blog.eletrofrigor.com.br/