As unidades condensadoras garantem praticidade, principalmente para instalações comerciais e industriais. Além de serem versáteis, elas proporcionam segurança e um excelente desempenho.

O que é uma unidade condensadora?

Uma unidade condensadora é um conjunto de componentes, responsável por comprimir e resfriar o fluido refrigerante, realizando a troca de calor e promovendo a refrigeração da unidade interna. A unidade condensadora é montada no lado de alta pressão do sistema e é composta pelo compressor, condensador e ventilador, que estão interligados. Uma unidade pode conter itens extras, como tanque de líquido, filtro secador, válvula de serviço, grade de proteção e bandeja de evaporação. Pronta para fácil aplicação, a unidade condensadora reduz o tempo de instalação e os custos com manutenção de sistemas de refrigeração. Ela proporciona flexibilidade e alto desempenho, características necessárias em projetos de refrigeração.

Aplicações de uma unidade condensadora

Existem diferentes modelos de unidades condensadoras, com tamanhos diversos. Indicadas para alta, média e baixa temperatura de evaporação, elas vão desde pequena aplicação, que pode ser utilizada em uma residência, por exemplo, até de grande escala, indicada para indústrias e fábricas. As aplicações mais comuns são: câmaras frigoríficas, balcões expositores, bebedouros, refrigeradores comerciais, hospitais e restaurantes.

Onde e como instalar a unidade condensadora?

A unidade condensadora fica separada do gabinete refrigerado em sistemas de refrigeração. Para condicionamento de ar, pode ficar do lado de fora da sala, onde recebe o auxílio da ventilação externa para resfriar o fluido refrigerante que passa pelo interior do sistema. Além disso, no ambiente externo os ruídos da unidade são isolados, sendo minimamente percebidos pelos ocupantes do meio interno. Ao fazer a instalação, o refrigerista deve estar atento para alguns cuidados:

  •  A unidade condensadora deve ser instalada em um ambiente ventilado permitindo a entrada de ar fresco para o condensador. Por isso, evite locais enclausurados, próximo a paredes, fontes de calor ou de outros sistemas.
  •  Caso seja instalada em um ambiente fechado, garanta que a unidade condensadora irá receber ar fresco na entrada do condensador e terá a saída de ar quente livre.
  • Evite também locais com alta incidência de raios solares, poeira, chuvas e fortes correntes de ar, que podem influenciar no bom funcionamento do equipamento.
  • Escolha uma superfície firme e resistente para instalar a unidade, evitando locais irregulares, desnivelados ou superfícies macias.
  • A unidade condensadora não deve estar distante da parte fria do ciclo (evaporador), para que não haja uma perda de pressão na tubulação e, consequentemente, perda de eficiência. Além disso, em tubulações que estão muito longe do sistema, pode ocorrer um acúmulo e retenção do óleo, o que pode danificar o compressor. Por isso, o indicado é uma tubulação o mais simples e curta possível.
  • Evite colocar a unidade condensadora muito acima ou muito abaixo do nível do evaporador.
Fonte: Clube da Refrigeração